15 junho, 2017

Um dia eu quis ser um anjo!


anjo


Hoje é o feriado das comunhões, o Corpo de Deus!
Quando eu fiz a minha primeira comunhão, há uns anos valentes, foi um dia de festa.
Casa cheia, menu a preceito, toilette's a condizer.
Naquela altura ou se ia vestido de noiva ou de freira. 90% das meninas ia de freira, e os meninos de frade.
Lá fui eu no auge dos meus 8 anos, (glup, há 30 anos portanto), vestida a preceito de hábito e véu.
Colocaram-nos todos em fila, por tamanhos na igreja paroquial.
Eis que vislumbro, no altar uma menina vestida de anjo, um anjo com umas asas de penas!
Lembro-me que puxei a minha mãe e segredei-lhe: "Eu também queria ter vindo de anjo..."
Claro que se riu. Depois lá me explicou que aquela menina ia de anjo porque iria participar na procissão. Levava um cesto de uvas como oferenda.
Pronto, aquilo entrou-me de tal maneira na cabeça que no ano a seguir imaginem quem foi o anjo?!? Eu pois claro.
Mas fiquei muito desiludida... as minhas asas não eram de penas como as do ano anterior, eram de tule... De tule? então mas..., 
E lá fui eu procissão fora com o cesto de uvas nos braços, pesava horrores e eu era meio kilo de gente. 
Ao outro dia fiz gazeta à escola! Lesões cristãs. Nem podia levantar os braços.
E a desilusão das asas não me sai da cabeça! Até hoje!

Sem comentários:

Enviar um comentário