21 dezembro, 2016

Quando as birras o tornam um pequeno grande ditador

De há uns dias para cá o Tomaz tem sido protagonista de birras monumentais! Birras dignas de um Óscar!
Se sempre foi um rapaz relativamente calmo no que diz respeito ao comportamento e às birras, também é verdade que é detentor de um feitiozinho que nossa senhora da agrela! Tem um raio de um feitio que vos vou contar. Vincado, preciso, não dobra e dá a volta ao pessoal com uma pinta desgraçada!
Pois a causa da birra tem sido o fato de treino.
Acontece que ficou alguns dias em casa com uma virose e, miminho para aqui, miminho para ali fizeram com que ficasse com o rei na barriga!
De maneira que embirrou que, daí em diante a sua indumentária para tudo e alguma coisa seria o fato de treino!
Ora pois que quer o fato de treino para dormir, para comer, para sair, para ir para a escola, para tomar banho.... para tudo!
De manhã é um drama para se vestir, grita que quase se desintegra!
Não estamos a falar de um fato de treino normal, estamos a falar daqueles felpudos, nada giros, mas que são quentes, cómodos e por isso os melhores para estar em casa!
Ontem o pai teve uma teoria relâmpago
"Ele quer o fato de treino porque quer ficar em casa, vou vestir-lhe o fato de treino e vai para a escola de fato de treino, tu vais ver que isto acaba aqui!"
Depois de vários gritos e guinchos de conversações lá foi o Tomaz de fato de treino para a escola e eu pensei cá para os meus botões: " Isto está aqui a barraca armada, ele NUNCA mais vai querer vestir outra coisa"
Pois meu dito, meu feito, no dia a seguir de manhã a birra foi 500 mil vezes pior, gritou, esperneou, bateu, puxou-me os cabelos e eu nem sabia se batia no pai ou no filho. 
Foi para a escola todo desfraldado, ranhoso, cheio de lágrimas, mas foi vestido normalmente.
Caramba, nem é o facto da porcaria dos fatos de treino, mas a questão é ele não fazer aquilo que quer.
Confesso que ao fim do dia estava com um nervoso miudinho quando o fui buscar, a pensar que ia começar a despir-se no meio da rua, como já havia feito!!! 
Sabem o que fiz? Levei uma fatia de presunto, e assim que ele começou a falar no assunto dei-lha!! Assunto resolvido!!! Ai não! Se há qualidade que lhe assiste, é que é boa boca!!
Agora não me venham cá os artigos que nos aconselham a ter: calma, abraçar, ignorar, conversar, não contrariar... o tanas!! Quem é que consegue fazer tudo isto em pleno cenário de guerra!?
Ufa!!!

birras

Sem comentários:

Enviar um comentário